sábado, 28 de outubro de 2017

Nossos muitos gemidos



Meu irmão Jairo está muito doente. Em vários momentos de grande dor, dormindo ou acordado, não sei dizer, ele tem gemido e gritado: - Mamãe, mamãe, mamãe! Na segunda-feira próxima passada, por conta da sua enfermidade, desdobrei-me nas tarefas da casa e no cuidado com ele. Ao final do dia, não aguentava andar, também com muitas dores no meu pé direito e joelho esquerdo, pois fiquei com sequelas de um acidente de carro. Comecei a gemer como ele: - Ai, aiii, aiiii. Só não chamei pela mamãe, estava ainda no meu juízo perfeito. Porém, não fiquei gemendo por muito tempo, tomei remédio e vim escrever para o Jornal, pois não podia deixar de lado essa situação tragicômica, sem buscar na Bíblia, essa grande floresta de Deus, ignorada pela maioria dos humanos, um texto para reflexão, para aproveitar como inspiração. E o que mais falou comigo foi a revelação do sábio: “No final da vida você gemerá, com sua carne e seu corpo desgastados” (Provérbios 5:11). Ri e pensei: - Gemer é previsível para o fim da vida de todos. Interessante que nunca havia pensado nisso. Agradeço aos gemidos do Jairo que me fizeram pensar. Pois bem, gememos por tanta coisa. Nesse exato momento, tenho uma grande amiga, gemendo de dor, porque sua filhinha está entre a vida e a morte. Infinitas outras mães, estão gemendo por inúmeras outras razões. Homens, mulheres, jovens, crianças, estão gemendo nesse momento, em lugares perto e longe de nós. O gemido é um lamento da alma pela dor no peito, causada pelo físico e pela alma. No meio do nosso gemido, não podemos perder a fé e a esperança. Apostei com o meu irmão R$ 200,00 (duzentos reais). Eu disse que na segunda-feira próxima (18.09.2017) ele estará lavando a louça do final de semana para mim, muito feliz porque estará bem de saúde; Deus, o médico e a medicação terão feito o resgate do seu bem-estar. Ele disse que eu iria estar chorando porque estaria longe daqui, ou prestes a ir. Dei muita risada. Façam suas apostas! Estou orando para eu ganhar, pedindo perdão a Deus pelo meu pecado do jogo. Torçam e orem por mim. Deixando de lado todo o humor do caso, oro com minha alma, para Deus curar o meu irmão e todos que como ele estão gemendo, em nome de Jesus. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado no Jornal de Assis, no dia 13 de setembro de 2017.
Ajuda, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

Aposta perdida!!!



Há pouco mais de um mês fiz uma aposta com meu irmão Jairo (in memorian). Tinha 62 anos, morava comigo, estava doente e havíamos marcado consulta com um excelente médico de Campinas, SP, onde moramos. Um dia antes da consulta, estávamos sentados à beira da mesa da cozinha conversando, quando deu alguns gemidos de dor. Então, eu disse: - Amanhã iremos ao doutor e daqui uma semana você estará sentado aí todo feliz. Ele respondeu – Ou em outro lugar. Eu o desafiei: - Vamos apostar? Desafio aceito. Apostamos R$ 200,00 (duzentos reais). Claro que era puramente uma brincadeira, mas lógico que eu ia querer meus duzentos reais, com um pedido de perdão a Deus. Fomos ao médico, foi bem tratado, medicado, internado, mas faleceu. Pois bem, eu perdi a aposta. Cumpriu-se sua palavra. Foi para o Céu, sobre o qual ele tanto pregou. Era um pregador evangélico por excelência. Só tinha um problema: pregava por um tempo maior do que minha mãe Vilma (in memorian) e outros queriam ouvir. Isso porque queria contar tudo que sabia de Deus, da fé, da sua experiência de oração, intercessão, conhecimento bíblico de uma vez só. Tinha muito para dizer e quando tinha gente para ouvir, pouca ou muita, falava bem e bastante, com gosto e maestria. Não falará mais, quem ouviu por ele ouviu, se aceitou ou não suas palavras, não importa, o que importa é que anunciou o Evangelho, que é o poder de Deus para salvar todo aquele que crê. Ah! Como eu gostaria de ter ganhado a única aposta com dinheiro que fiz em toda a minha vida. Mas não choro porque perdi a aposta. Choro porque não está mais comigo o irmão que eu tinha para brigar, fator primordial para o aprendizado do exercício da convivência humana; quando aprendemos a viver de igual para igual, cumprindo nossos deveres e lutando pelos nossos direitos. Estou chorando por infinitas razões além dessa. Enquanto choro; oro, enquanto oro; choro, como me ensinou sua filha, moça bonita, Nelisa, na busca de consolo. Assim, eu e todos, familiares e amigos, iremos seguindo a vida, aprendendo a lidar com a morte, a mais terrível realidade da vida, que por mais constante que seja nunca nos habituaremos a ela, é nossa inimiga, ainda que vencida na cruz, por Jesus Cristo de Nazaré. Graças a Deus, que, agora, por enquanto, podemos continuar vivendo, através das virtudes eternas: “a fé, a esperança e o amor, mas o maior destes é o amor” (1 Co 13.13). Obrigada, Senhor!!!

Texto publicado no Jornal de Assis, no dia 11 de outubro de 2017.
Ajuda, Senhor!!!

Ah! Se eu pudesse!!!



A vida humana é desenhada, redesenhada, por decisões tomadas. Quantas vezes olhamos para trás e arrependemo-nos de algumas atitudes que tomamos. Quantas vezes eu disse - Ah! Se eu pudesse mudar a história!!! Quantas vezes acuso-me por decisões tomadas que hoje não tomaria. O pior, ou melhor, não sei, é que não podemos mudar o passado. Fizemos o que sabíamos, o que pensávamos ser correto naquele contexto. Hoje, “não adianta chorar o leite derramado”, como diz a sabedoria popular. Quem dera fosse possível, pensamos algumas vezes. Mas, ainda bem, que não podemos mudar. Seria um desrespeito para conosco mesmos. Fizemos o que fizemos e devemos ser respeitados por tal feito. Devemos ter piedade de nós. Se não fizemos mais ou melhor, é por alguma razão que não nos cabe discutir agora. Fizemos, tá feito. Pronto, acabou. Página virada. Segue a vida. É certo que na teoria é fácil falar, mas há um grande descompasso entre a teoria e a prática. Conto sempre com o livro dos livros, a Bíblia Sagrada, para iluminar o caminho. Ela declara: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.” (Eclesiastes 3:1-8). Assim, podemos concluir, que tudo que foi feito, cumpriu com um propósito debaixo do céu. De alguma forma, em alguma medida, moldou nosso caráter, cooperou para o nosso crescimento. Só nos resta perdoar a nós mesmos, pelos erros cometidos, aceitar a história, dando graças por tudo. Obrigada, Senhor!!!

Texto publicado no dia 18 de outubro de 2017 no Jornal de Assis. 
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

O quê pensar!?


O apóstolo Paulo, na epístola que escreve aos crentes de uma importante cidade do Império Romano, Filipos, os instrui a pensarem apenas coisas boas. Ele aconselha: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” (Filipenses 4. 8). Nossos pensamentos nos identificam. Somos aquilo que pensamos, pois agimos a partir deles. É muito triste quando somos dirigidos por pensamentos negativos, perdemos a fé, a esperança, o amor. Tudo é ruim, nada vale a pena. Não quero dizer com isso que devemos ser alienados, não ver a realidade muito dura às vezes. Quero dizer que a partir de nossos pensamentos moldamos nossas atitudes e a partir dela fazemos a nossa história. As coisas difíceis devem ser encaradas, enfrentadas, vencidas com fé em Deus. Apenas o que é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, que tem virtude e louvor, deve ocupar nossa mente, porque estão em sintonia com o Reino de Deus. O que é contrário a isso não deve ocupar nossa mente, contraria a Deus. É impressionante o quanto somos levados a pensar coisas desagradáveis que nos entristecem, magoam, nos fazem infelizes. Temos que resistir, com todas as nossas forças para não sermos levados ao fundo do poço por tais pensamentos. Da nossa alma devemos dar um grito de socorro ao Espírito Santo, para que Ele nos ajude a vencermos o mal e pensarmos o correto. Podemos vencer o mal, vencendo o pensamento que dele advém, pois, “por acaso não somos todos um retrato do que pensamos, de todas as decisões que tomamos até agora?” (Richard Bach). No dia a dia somos tentados a pensar nas coisas que nos assolam, nas dificuldades, no que entristece. Precisamos lutar contra para vencermos. Oro, com toda a minha alma, para pensarmos o que é bom. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado no Jornal de Assis, no dia 25 de outubro de 2017.
Obrigada, Senhor!!!

sábado, 21 de outubro de 2017

Continuo sonhando apesar de tudo

"... ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria." 1 Coríntios 13:3.






"Ainda acredito numa espiritualidade que nos torne mais humanos, mais próximos de Deus, das pessoas e de todo o meio ambiente de que somos parte; que possa gerar mais vida do que lucro material; mais virtudes do que sucesso; mais amor às pessoas do que apego às coisas; mais solidariedade do que competição; mais integridade do que religiosidade; mais renúncia do que egoísmo. Continuo sonhando ... Uma espiritualidade que combata toda forma de injustiça e opressão." (Pr. Carlos Queiroz). Eu também acredito! Essa espiritualidade é meu sonho desde a minha experiência pessoal com Deus, que ocasionou o meu chamado para a obra missionária. Na Faculdade de Teologia ela foi ampliada pelo viés da Teologia da Libertação. Aliás, o que me moveu para a Teologia da Libertação, foi o descaso de um dos líderes do movimento carismático para com um moço pobre que passou perto de nós pedindo. Ele era meu grande amigo na época, eu quase o idolatrava como cristão, Porém, seu desamor para com o nosso próximo me fez repensar o Movimento Carismático da Faculdade de Teologia, do qual eu era representande no Centro Acadêmico João Wesley (CAJW). Após o episódio, reconheci naquele que eu considerava herege, um dos representantes da Teologia da Libertação, Prof. Ely Eser Barreto César, um cristianismo mais afinado com o Evangelho. Hoje, não sou do Movimento Carismático, nem da Teologia da Libertação, por influência do meu querido Bispo-pai, Rev. Scilla Franco. Antes, busco de toda a minha alma, a espiritualidade que sempre sonhei, como o Pr. Carlos Queiroz bem sintetizou acima. Sonho e a busco com minhas forças, para mim e para a Igreja que pastoreio. Ela existe e pode se multiplicar infinitamente pela ação real do Espírito Santo! Ajuda, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google, desconheço a autoria. 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Alegria do Sr. Paulo



Nesta segunda-feira, na primeira hora comercial, recebi a entrega de um botijão de gás. O motorista chegou assoviando. Bateu, entregou, finalizou a compra, saiu feliz assoviando. Não me contive, perguntei: - O senhor está feliz? Respondeu: - Sim, estou, e não é que não tenho problema, tenho. Ontem levei minha filhinha de 4 meses ao Pronto Socorro, que está com dor de garganta, febre, etc. Ah! Tenho dívidas também. Maravilhada, quis confirmar: - Tem dívidas e está feliz? – Sim, estou, sou sempre feliz. Parabenizei com muita sinceridade esse distinto senhor. Pensei cá comigo: - Deve ser crente. Mas, não tive coragem de continuar indagando. O certo é que admiro a felicidade em pessoas humildes, com pouco recurso financeiro. Porém, sei que a felicidade não advém de nossas finanças. Lamento ver pessoas buscando nas finanças a alegria que só pode ter na simplicidade da vida. O sábio Salomão bem disse: “É melhor comer um prato de hortaliças, onde há amor, do que ter um boi cevado acompanhado de ódio na refeição.” (Provérbios 15.17). A nossa felicidade não está nos bens que possuímos, mas na riqueza de nosso interior, naquilo que é fruto de uma vida espiritual, resultado de uma comunhão íntima com Deus, com o Espírito Santo que nos foi outorgado (Rm 5.5). Talvez, alguém diga que não é assim, tudo bem, respeito. Eu, porém, não sei outra forma além dessa. Falo daquilo que creio, daquilo que mais que fé, é experiência própria. Oro, de todo o meu coração, para sermos íntimos de Deus, para não nos desviarmos do Evangelho que Jesus nos ensinou. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado hoje, 26.07.2017, no Jornal de Assis, SP.
Obrigada, Senhor!!!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Melhor dar do que receber

“Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber.” (Atos 20.35.)


O apóstolo Paulo escrevendo aos novos discípulos da cidade e região de Mileto, uma antiga cidade da Ásia Menor; que hoje é Aydin, uma província da Turquiadisse que é melhor dar do que receber. Concordo inteiramente. Ficamos felizes quando recebemos um presente, por menor que seja, é verdade. Porém, ficamos infinitamente mais felizes quando o damos. Interessante que quanto maior for o presente dado maior a nossa alegria. Ver o sorriso gostoso de quem recebe nos dá uma satisfação indizível. O Evangelismo de Rua, que fazemos no Centro de Campinas (Igreja Metodista do São Bernardo e Igreja Metodista do Campos Elíseos) é prova inconteste dessa verdade. Podemos confirmar através da foto acima, onde  eu estou sentada e as irmãs que cozinharam em pé, ao lado e atrás de mim. Estamos todas sorrindo, não para a foto, superficialmente, mas de coração sincero. Quem tirou a foto, também estava super feliz, a Luciana. A Andréia (Déia), que está com a panela na mão, porque acabou de lavá-la, está secando-a, feliz da vida. Podemos ver o seu sorriso aberto, sincero. Na foto, estão apenas quem cozinhou e quem está fazendo as marmitas. Uma comida feita com tanto carinho e amor, de primeira qualidade: arroz, feijão, batata sauté (imitação) e linguiça toscana com cenoura. Mais irmãs e irmãos chegariam depois, para sairmos em missão, levar o pão e o Evangelho, que é poder de Deus para salvar o que crê; na total dependência do Espírito Santo. Centenas de pessoas, incluindo mulheres e crianças, receberam o que lhes foi dado, com muita alegria e gratidão. Por tão necessária obra cristã agradecemos ao Eterno e pedimos a sua benção. Ajuda, Senhor.

Foto: Luciana   

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Onde está a alegria hoje?


Há um cântico; o qual conheço muito, inclusive o seu autor, Antonio Claudio, ambos excelentes, que diz: A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus. A verdadeira paz, só tem aquele, que já conhece a Jesus. A expressão, no rosto das mulheres cristãs da foto, comprova a teoria em verso. Porém, penso que não está no coração de quem é religioso cristão, mas de quem serve ao Senhor, servindo outro, de coração. Essa foto é do Evangelismo de Rua das igrejas Metodista do São Bernardo e do Campos Elíseos, no dia 17 de julho de 2017. Obrigada, Senhor!!!

Foto: Desconheço a autoria.

Violência humana!!!





A Bíblia diz: “Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme.” (Provérbios 29:2). Parece-me que o Brasil está vivendo isso nos últimos dias. Como brasileiros já não suportamos mais tanto desmando, injustiça e corrupção. Lembro-me, da nossa alegria, quando finalmente as eleições diretas foram restabelecidas no Brasil, em 1989. Porém, nossas esperanças foram frustradas ultimamente; o que não significa a não querência delas. Sim, queremos. Queremos ainda que um povo bom, sincero, honesto, se envolva na política e rejeite veementemente o sistema corrupto que aí está. A política precisa mudar; ser palco de gente honesta, qualificada, generosa, não o contrário, como está hoje. Sabemos que Deus criou o mundo e o entregou aos homens, para que o explorasse, como sinal do seu amor, a terra, o mar, o céu. Mas, por causa do pecado se instalaram a fome e a guerra. Os homens se esqueceram de Deus. Com bombas quase destruíram, destroem, ou destruirão a terra. Parece que tudo é pranto, que nada sobra ou sobrará. Como reagir a tudo isso? Com fé, esperança e amor, mais ainda amor; crendo que Deus é bom e suas misericórdias se renovam a cada manhã (Lamentações 3.22). Confiando em Deus, no seu amor, podemos ter esperança em um mundo melhor, apesar de tudo. Com toda a minha alma oro para Deus agir em nós, entre nós, apesar de nós, no nosso país amado. Que se levante uma nova liderança política, sem os vícios deformantes que tem vigorado até hoje. Ajuda Senhor!!!

 Texto publicado no Jornal de Assis, dia 19.07.2017
 Obrigada, Senhor!!!

Foto: Desconheço a autoria.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

O valor da sinceridade!!!



A sinceridade é uma virtude preciosa. Penso que hoje em dia é uma raridade. Não são muitas as pessoas que a prezam. Reconheço que a sinceridade às vezes fere. Porém, um relacionamento humano não pode estar embasado em mentiras, lisonjas, bajulação. Não penso que devamos sair por aí expressando nosso pensamento de qualquer jeito, ao contrário, devemos ser sábios, dizer de forma correta, porém, com amenidade, compreensão, para ferir menos, na hora certa, no momento certo, se for necessário. Não é possível haver afinidade, cumplicidade entre as partes se ambos não usarem de sinceridade. A sinceridade comprova nossa lisura de caráter. Não devemos usar de engano, hipocrisia ou fingimento; devemos ter probidade na intenção e no falar. É muito triste quando comprovamos a não sinceridade entre os cristãos. Isso é pecado. Sei que temos diferenças de pensamentos, porém, nossos pensamentos estão debaixo do sacrifício de Cristo por nós. Nosso coração deve ser puro para com nossos semelhantes. Devemos amar, respeitar, sinceramente, a todos. Caminhar em sinceridade é garantia de paz no coração, de bem estar. Dormimos e vivemos tranquilos, quando não mentimos, quando somos francos. Sei que muitas pessoas são grosseiras no uso de sua franqueza. Isto deve ser banido da nossa comunicação, toda ela deve ser feita com domínio próprio, brandura e amor. O escritor sábio diz: “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira.” (Provérbios 15.1). A nossa palavra sincera deve ser sempre branda, agradável como um doce. Sei que às vezes é difícil, mas se pedirmos, o Espírito Santo ajuda. A doçura deve estar presente em todos os nossos atos, inclusive na nossa sinceridade, em nossos relacionamentos, na nossa comunicação humana. Posso falar uma mesma coisa de forma gentil, de tal modo que não fira, mas ensine, ajude a melhorar. A verdade é que a sinceridade é urgente entre nós. Deus promete bênçãos aos que são sinceros: "Ele reserva a verdadeira sabedoria para os retos. Escudo é para os que caminham na sinceridade"( Provérbios 2. 7). Também, é comum hoje em dia o uso de máscaras, isso é falta de amor próprio e de sinceridade para consigo mesmo. William Shakespeare disse: "Os homens deviam ser o que parecem ou, pelo menos, não parecerem o que não são."  A hipocrisia com a falta de sinceridade andam de mãos dadas, lamentavelmente. Com minha alma eu oro para não ser assim entre nós. Clamo ao Espírito Santo para nos ajudar e fazer com que a sinceridade flua como um rio em toda relação humana, para a melhoria da vida. Ajuda Senhor!!!

Texto publicado hoje, 12 de julho de 2017, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Passado, presente, futuro, eternidade!!!



Há dias de dificuldades em nossa vida quando chegamos a pensar em desistir de tudo. Ficamos sem forças, desanimados, tristes, cansados. Tem um cântico cristão antigo da Banda Kadoshi que expressa bem esta realidade, diz: “Há momentos que, na vida, pensamos em olhar atrás, É preciso pedir ajuda para poder continuar.  E clamamos o nome de Jesus (2x) E clamamos o nome, o nome de Jesus, Ele nos ajuda a carregar a cruz.” O profeta Jeremias passou por momentos assim, chegou a dizer que não tinha mais esperança alguma. Após muito lamentar concluiu que as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, se renovam a cada amanhã. Que grande benção. Ele trouxe à sua memória, como queria, algo que lhe desse a esperança. Lembramo-nos do nosso passado com alegria, vendo o que Deus nos concedeu lá atrás; nos momentos piores de nossas vidas, tivemos o apoio o socorro de Deus. Ele não se ausentou de por um momento. Estas lembranças nos dão a certeza da graça do Eterno em todo o tempo. Aquele que nos ajudou no passado é quem nos ajuda no presente, nos ajudará no futuro e com quem estaremos na eternidade. Essa deve ser a nossa confiança. Os cristãos creem assim, porém, às vezes, nos esquecemos da nossa fé, caminhamos pelas nossas emoções que nos esmagam. Temos que dominá-las, não elas a nós. Não é fácil, mas é possível. Nas horas de tristeza e dor devemos lembrar que o Senhor é o nosso pastor, caminha conosco, nos cura, sara nossas feridas, pois “as misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.” (Lamentações 3:22-23). Devemos submeter nossa alma e espírito a Deus. Para isso temos que ter uma vida espiritual madura, embasada na Palavra de Deus, a Bíblia, na oração, no jejum, na comunhão com outros irmãos, na comunhão com a Igreja, o Corpo de Cristo na terra. Que a certeza do profeta Jeremias seja a nossa certeza, é a minha oração. Ajuda, Senhor!!! 

"O tempo é muito lento para os que esperam, muito rápido para os que têm medo, muito longo para os que lamentam, muito curto para os que festejam. Mas, para os que amam, o tempo é eternidade". Willian Shakespeare. 

Texto publicado no Jornal de Assis, dia 05 de julho de 2017.
Obrigada, Senhor!!! 

Foto: Pesquisa Google. 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Vamos cumprir nosso dever!?



Um dia, conversando com um irmão sobre o dever cristão de ajudarmos uns aos outros, lembramos o que disse Jesus: "Mas todo aquele que quiser entre vós fazer-se grande seja vosso serviçal; E, qualquer que entre vós quiser ser o primeiro, seja vosso servo." (Mateus 20:26-27).  Às vezes não pensamos no caso, mas é fato que devemos ajudar a quem precisar sempre que for necessário e pudermos. Normalmente queremos ser atendidos em nossas necessidades, queremos nossos direitos garantidos, porém não queremos garantir o cumprimento de nossos deveres. Temos direitos como cristãos garantidos na cruz, no entanto por causa dela, temos muitos deveres. Na cruz ficou garantida a verdade de Cristo, o ungido de Deus, enviado para salvar o mundo de todo mal. É nosso dever cristão cooperar com Cristo nesta missão. Quando ajudamos um irmão estamos fazendo o que Cristo ensinou e quer. O mal que estava sobre ele será anulado, através do nosso testemunho e/ou pregação. Se por uma razão ou outra nos recusarmos a fazê-lo Deus levantará quem o faça e nós perderemos a oportunidade que nos foi de sermos instrumentos do Senhor no combate ao mal que pesava sobre ele. Ser capaz de socorrer alguém na hora de sua necessidade é um grande privilégio que o Eterno concede a nós. Muitas vezes não cumprimos com o nosso dever de ajudar alguém por causa do nosso egoísmo. Não usar este privilégio é uma grande perda, porque ajudar nos dá grande alegria. O líder ativista Pr  Martin Luther King disse algo real: “Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos.” Lamento profundamente essa triste realidade. Oro, com o meu coração, para o Espírito Santo, operar amor em nosso coração, a fim de sermos capazes de cumprir nosso dever. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado no Jornal de Assis, hoje (28.06.2017).
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google. 

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Que amor é esse???


O pecado nos destrói, a conversão nos salva e restaura. A melhor mensagem para o ser humano é o amor de Deus que ama o pecador e dispõe de graça para perdoar e transformar uma vida degenerada em uma vida digna. Ele tanto nos amou que enviou seu Filho Unigênito, para vir ao mundo e morrer por nós, a fim de nos perdoar de todos os nossos pecados: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna" (João 3. 16). Ele nos criou para termos comunhão com Ele, porém, o pecado nos separou. Em Jesus Cristo temos a remissão de nossos pecados, quando deles nos arrependemos, os confessamos, abandonamos e iniciamos uma vida diferenciada, em santidade, separada, para Deus. Assim, a comunhão com o Pai é restabelecida. Uma nova vida pode ser vivida a partir de então. Penso que o Senhor, pela sua infinita graça, não olha para as nossas mazelas, olha para a nossa possibilidade de vir a ser como Ele quer que sejamos. Uma mãe não deixa de amar o seu filho ainda que seja um marginal. As grandes filas de visita aos prisioneiros, nas penitenciárias comprovam isto. Às vezes seu coração está queimando de dor, envergonhada, porém, não deixa transparecer. Leva comida, coisas gostosas, para o seu filho querido que está aprisionado por crimes cometidos contra a sociedade. Imagine, se uma mãe não deixa de amar um filho criminoso, quem dirá Deus. A mãe espera que seu filho cumpra a pena, saia em liberdade e mude de vida. Deus espera que nós nos arrependamos de nossos pecados, saiamos da prisão do inferno, retornemos aos seus braços de amor, onde encontramos a nossa verdadeira liberdade. O amor de Deus, revelado em Jesus Cristo de Nazaré, nos convida a uma mudança radical de vida. Essa mudança proporcionará uma vida de amor e paz. Dou graças por tão maravilhoso amor, tão maravilhosa graça, que um dia me alcançou, me tirando do império das trevas,  trazendo-me para a sua maravilhosa luz. Oro, com toda a minha alma, para que todos experimentem tão infinita graça, que salva, restaura, consola, e muito mais. AJUDA, SENHOR!!!

Texto publicado no Jornal de Assis, dia 21.06.2017.
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google. 

sábado, 17 de junho de 2017

A graça de Deus nos basta!!!


Em toda a vida e tempo Deus nos ajuda. Às vezes estamos desanimados, tristes, cansados, sem esperança de melhora e Deus entra com a sua providência. Na maioria das vezes os nossos medos são em razão da nossa falta de oração e confiança no que nos diz a Palavra de Deus. Ter a palavra gravada em nosso coração (decor) é uma grande arma contra as nossas tristezas e inseguranças. A palavra de Deus é lâmpada para os nossos pés e luz para nossos caminhos (Sl 119. 105). Na escuridão da dor a palavra brilha, ilumina a vida, incendeia o coração. Orar crendo na palavra muda nossa intercessão. Oramos crendo que receberemos porque sabemos que estamos pedindo o certo, de conformidade com a vontade de Deus, aí não tem como não receber, pois Deus dá ao que pede em conformidade com a sua palavra, sem sombra alguma de dúvida. Mas o melhor de tudo é que como disse John Wesley: “Deus está conosco!”. A sua maravilhosa graça é sobre nós em todo o tempo. Naqueles momentos mais tristes, em que estamos nos sentindo tão fracos, é que o poder de Deus é manifesto grandemente em nossas vidas. Deus disse ao Apóstolo Paulo que sua graça lhe seria suficiente: “Então, Ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.”(2 Co 12. 9). Com fé, podemos dizer a mesma coisa. Que o Senhor nos ajude!!!
“Creio que Deus sempre se voltará para você de uma maneira especial se você simplesmente ousar crer nele.” Smith Wigglesworth.

Texto publicado dia 14 de junho de 2017, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

domingo, 11 de junho de 2017

Assim é a vida!!!


Há um dito popular muito conhecido: “Todo mundo vê as pingas que eu bebo. Mas ninguém vê os tombos que eu levo”. Esse ditado é bem conhecido, e tem a função de falar a verdade sobre a realidade pessoal de cada um. Normalmente, olhamos as benesses das pessoas bem sucedidas, e não pensamos que suas vidas não são nada fáceis. É comum pensarmos que temos os maiores sofrimentos, que somos os mais sofredores da Terra, que ninguém nunca sofreu como nós. Bobagem isso. Tem sempre alguém sofrendo mais do que nós. Nunca esqueço a história de um homem que ia comendo uma banana pelo caminho e pensando que aquela fruta seria a sua última alimentação, pois não tinha mais nada para comer. Em dado momento, olha para trás e vê alguém pegando a casca que ele deixou. Ao ser indagado porque comia a casca, o pobre transeunte disse que aquele seria seu último alimento, estava feliz de poder comer as cascas deixadas por alguém. Assim é a vida! Tem sempre alguém pior que nós. Andreas von Richthofen, um doutor, membro de uma família rica e importante há séculos na Alemanha, que veio para o Brasil, foi encontrado em uma forma precária, transtornado, sujo, em uma casa que ele havia invadido. Ao ser indagado informou: "Nem queira saber como é minha vida", disse mais: "A minha casa está zoada". Não queria mais voltar para sua casa rica. Estava com os olhos vidrados, denotando o uso de drogas. Eu não vi a reportagem do Fantástico, não tenho mais detalhes do caso. O que não vem ao caso, pois o que eu estou pensando é como é a vida de pessoas. Alguém milionário, com formação acadêmica acima da média, tem seus muitos tombos. Nada é perfeito para ninguém, nesse mundo que vivemos. Todos têm as suas lutas, as suas dificuldade, uns menos, outros mais, não importa, a verdade é que a vida não é fácil para ninguém. Andreas tem um histórico trágico. Sua irmã matou seus pais. Uma grande tragédia, por isso e por mais coisas que não sabemos ele desabafou. Talvez, cada um de nós, também, às vezes poderá dizer o mesmo, para contar das nossas lutas. O fato é que nada e ninguém é diferente nesse Universo, casa de todos. O texto do sábio, no seu penúltimo versículo diz: “De tudo o que se tem ouvido, o fim é: Teme a Deus, e guarda os seus mandamentos; porque isto é o dever de todo o homem.” (Eclesiastes 12:13). O temer a Deus, a partir da fé e experiência pessoal, é o bom caminho para o enfrentamento da vida, com todas as suas nuances. Oro, com toda a minha alma, para Deus nos ajudar na jornada da nossa existência. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado dia 07 de junho de 2017, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Mil razões para a tristeza!!!

 “Alegrai-vos com os que se alegram; chorai com os que choram.” 
Romanos 12:15.




Ao olhar para a minha história, para tudo que aconteceu, eu tenho mil razões para estar infinitamente triste. Uma tristeza eterna, inconsolável. Contudo, pela graça de Deus, unicamente pela graça Dele, meus olhos tem olhado para o Alto, de onde vem o meu socorro (Salmos 121). Incontáveis vezes meus olhos teimam para o passado, quando tenho que fazer um esforço sobremodo elevado, para não olhar atrás, apenas contemplar o Céu. Se tenho mil razões para estar triste, tenho  uma, apenas uma, e suficiente, para me fazer alegre, é ter o Céu, sempre que preciso, que quero, quando decido tirar os olhos da Terra e pela fé, vejo as coisas elevadas, acima do natural, do contingente, as coisas profundas, não concebidas pela mente humana, contempladas, vivenciadas, experimentadas, apenas pela fé. Assim, tenho vencido toda dor e tristeza. Sei, que todos e todas, como eu, tem mil razões para a tristeza, porém, olhar para o Céu, de onde vem toda a alegria da vida, é uma excelente alternativa para eles e elas também. Oro com minha alma, para que todos nós tenhamos a Alegria do Céu. Ajuda, Senhor!!!


“Quem tudo espera do Senhor e coloca a si mesmo em segundo plano será regiamente presenteado. Deus cumprirá o que prometeu, além do que pedimos ou imaginamos. Somos herdeiros de Deus; para Sua glória podemos e devemos nos alegrar.” Dr. M. Peschutter

   Foto: Pesquisa Google. 

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Tudo com amor!!!

"E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens." Colossenses 3:23.


A capacidade para fazer algo é privilégio dado por Deus aos homens, feitos à sua imagem e semelhança. Porém, fazer bem feito é decisão humana, que parte do fazer por amor, sabendo que sempre valerá a pena fazer qualquer coisa, da melhor maneira possível, quando a motivação não for outra, senão o amor. Que nossa vida e atos sejam o melhor possível. Ajuda, Senhor!!!

“O que vale a pena ser feito vale a pena ser bem feito.” N. Poussin.

Foto: Pesquisa Google.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Vinde a Mim!

Então Jesus declarou aos seus discípulos: "Se alguém deseja seguir-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e me acompanhe". 
Mateus 16:24


Tomar a sua cruz é morrer para si mesmo, é matar os seus desejos e colocar o Desejo de fazer a vontade do Pai, ser discípulo de Jesus, em primeiro lugar. Uma questão de opção preferencial. Ajuda, Senhor!!!

"Se estivermos dispostos a abandonar somente as coisas erradas por amor a Jesus, não falemos nunca em amá-lo. Qualquer pessoa abandona as coisas erradas se souber como fazê-lo. Estamos, porém, preparados para abrir mão do melhor que temos por amor a Jesus Cristo? O único direito do cristão é o de abrir mão dos seus direitos." Oswald Chambers.

Foto: Pesquisa Google.

domingo, 21 de maio de 2017

Em busca do pão

“A presença de Deus é um maná que deve ser buscado e recebido a cada dia para que não fique mofado.” Tommy Tenney.


Buscar Deus é o anelo primário do homem. É o alimento para o seu espírito. Dá-nos, Eterno Pai, do seu maná, em nome de Jesus!!! Ajuda, Senhor!!!

"E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração." Jeremias 29.13.

Foto: Pesquisa Google.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Velha rosa

"Então o rei se afeiçoará da tua formosura, pois ele é teu Senhor; adora-o." Salmos 45.11.


A rosa, acima, é de uma roseira que plantei a pouco mais de um ano. Trouxe a muda de Assis, SP. A mãe da Dona Maria, minha grande amiga, foi que plantou e me presenteou. A roseira já deu muitas rosas. Mas, o interessante é que quando as rosas são botões ainda, elas são amarelas pálidas. Após desabrocharem, elas vão fortalecendo e mudando a cor. Quando já estão para concluir o círculo de vida elas ficam multi coloridas. Tenho pensado sobre isso. A quantidade de vida foi mudando a cor dessas rosas, elas continuaram bonitas, apenas com o diferencial da cor. Quem sabe, nós, não sejamos assim, bonitas, apenas com um diferencial, quando envelhecemos. Tomara que sim. Ajuda, Senhor!!!

domingo, 14 de maio de 2017

"Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete." Mt 18:20-22


Perdoar, talvez seja, o ato mais difícil que Jesus ordena a nós, porém é o que mais garante a nossa saúde física, emocional e espiritual. Por isso, oro para Deus nos dar forças para perdoarmos quem nos ofendeu, sempre. Ajuda, Senhor!

"O perdão alivia e elimina a dor de uma ofensa, ao contrário da vingança que a revive e agrava. A vingança nivela o agredido ao agressor. O perdão nivela o homem ao seu Criador. A escolha é nossa." João Falcão Sobrinho.

Foto: Pesquisa Google.

terça-feira, 9 de maio de 2017

Redimidos pelo sangue!


Ceia do Senhor, na Igreja Metodista do São Bernardo, Campinas, SP.
Obrigada, Senhor!
Vídeo elaborado pela Bárbara Strumendo.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Natália! Menina sorriso!!!

NATÁLIA MARINHO BRITO DE AZEVEDO
31/10/1981 – 08/05/1996

Ao Eterno honra e louvor para sempre!!!


"Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém!" Romanos 11. 36.

Foto: Natália, direita e Taciana, esquerda. 

sábado, 6 de maio de 2017

Aprendizado constante!!!

"Onde não há conselho fracassam os projetos, mas com os muitos conselheiros há bom êxito". Pv 15:22


A vida é um constante aprendizado. Aprendi tanta coisa, com tanta gente, impossível de relatar. Aprendi muito nas instituições de ensino que frequentei, com todos os professores. Delas recebi um Certificado de Conclusão de Curso. Dou muito valor a isso. Porém, reconheço, que esses certificados são pouco, perto de tudo que aprendi com as pessoas do meu relacionamento. As pessoas que me criticaram me ensinaram também. Por tudo, dou graças ao Eterno Deus, ao Espírito Santo. Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.