quarta-feira, 26 de julho de 2017

Alegria do Sr. Paulo



Nesta segunda-feira, na primeira hora comercial, recebi a entrega de um botijão de gás. O motorista chegou assoviando. Bateu, entregou, finalizou a compra, saiu feliz assoviando. Não me contive, perguntei: - O senhor está feliz? Respondeu: - Sim, estou, e não é que não tenho problema, tenho. Ontem levei minha filhinha de 4 meses ao Pronto Socorro, que está com dor de garganta, febre, etc. Ah! Tenho dívidas também. Maravilhada, quis confirmar: - Tem dívidas e está feliz? – Sim, estou, sou sempre feliz. Parabenizei com muita sinceridade esse distinto senhor. Pensei cá comigo: - Deve ser crente. Mas, não tive coragem de continuar indagando. O certo é que admiro a felicidade em pessoas humildes, com pouco recurso financeiro. Porém, sei que a felicidade não advém de nossas finanças. Lamento ver pessoas buscando nas finanças a alegria que só pode ter na simplicidade da vida. O sábio Salomão bem disse: “É melhor comer um prato de hortaliças, onde há amor, do que ter um boi cevado acompanhado de ódio na refeição.” (Provérbios 15.17). A nossa felicidade não está nos bens que possuímos, mas na riqueza de nosso interior, naquilo que é fruto de uma vida espiritual, resultado de uma comunhão íntima com Deus, com o Espírito Santo que nos foi outorgado (Rm 5.5). Talvez, alguém diga que não é assim, tudo bem, respeito. Eu, porém, não sei outra forma além dessa. Falo daquilo que creio, daquilo que mais que fé, é experiência própria. Oro, de todo o meu coração, para sermos íntimos de Deus, para não nos desviarmos do Evangelho que Jesus nos ensinou. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado hoje, 26.07.2017, no Jornal de Assis, SP.
Obrigada, Senhor!!!

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Melhor dar do que receber

“Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é mister socorrer os necessitados e recordar as palavras do próprio Senhor Jesus: Mais bem-aventurado é dar que receber.” (Atos 20.35.)


O apóstolo Paulo escrevendo aos novos discípulos da cidade e região de Mileto, uma antiga cidade da Ásia Menor; que hoje é Aydin, uma província da Turquiadisse que é melhor dar do que receber. Concordo inteiramente. Ficamos felizes quando recebemos um presente, por menor que seja, é verdade. Porém, ficamos infinitamente mais felizes quando o damos. Interessante que quanto maior for o presente dado maior a nossa alegria. Ver o sorriso gostoso de quem recebe nos dá uma satisfação indizível. O Evangelismo de Rua, que fazemos no Centro de Campinas (Igreja Metodista do São Bernardo e Igreja Metodista do Campos Elíseos) é prova inconteste dessa verdade. Podemos confirmar através da foto acima, onde  eu estou sentada e as irmãs que cozinharam em pé, ao lado e atrás de mim. Estamos todas sorrindo, não para a foto, superficialmente, mas de coração sincero. Quem tirou a foto, também estava super feliz, a Luciana. A Andréia (Déia), que está com a panela na mão, porque acabou de lavá-la, está secando-a, feliz da vida. Podemos ver o seu sorriso aberto, sincero. Na foto, estão apenas quem cozinhou e quem está fazendo as marmitas. Uma comida feita com tanto carinho e amor, de primeira qualidade: arroz, feijão, batata sauté (imitação) e linguiça toscana com cenoura. Mais irmãs e irmãos chegariam depois, para sairmos em missão, levar o pão e o Evangelho, que é poder de Deus para salvar o que crê; na total dependência do Espírito Santo. Centenas de pessoas, incluindo mulheres e crianças, receberam o que lhes foi dado, com muita alegria e gratidão. Por tão necessária obra cristã agradecemos ao Eterno e pedimos a sua benção. Ajuda, Senhor.

Foto: Luciana   

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Onde está a alegria hoje?


Há um cântico; o qual conheço muito, inclusive o seu autor, Antonio Claudio, ambos excelentes, que diz: A alegria está no coração de quem já conhece a Jesus. A verdadeira paz, só tem aquele, que já conhece a Jesus. A expressão, no rosto das mulheres cristãs da foto, comprova a teoria em verso. Porém, penso que não está no coração de quem é religioso cristão, mas de quem serve ao Senhor, servindo outro, de coração. Essa foto é do Evangelismo de Rua das igrejas Metodista do São Bernardo e do Campos Elíseos, no dia 17 de julho de 2017. Obrigada, Senhor!!!

Foto: Desconheço a autoria.

Violência humana!!!





A Bíblia diz: “Quando os justos governam, alegra-se o povo; mas quando o ímpio domina, o povo geme.” (Provérbios 29:2). Parece-me que o Brasil está vivendo isso nos últimos dias. Como brasileiros já não suportamos mais tanto desmando, injustiça e corrupção. Lembro-me, da nossa alegria, quando finalmente as eleições diretas foram restabelecidas no Brasil, em 1989. Porém, nossas esperanças foram frustradas ultimamente; o que não significa a não querência delas. Sim, queremos. Queremos ainda que um povo bom, sincero, honesto, se envolva na política e rejeite veementemente o sistema corrupto que aí está. A política precisa mudar; ser palco de gente honesta, qualificada, generosa, não o contrário, como está hoje. Sabemos que Deus criou o mundo e o entregou aos homens, para que o explorasse, como sinal do seu amor, a terra, o mar, o céu. Mas, por causa do pecado se instalaram a fome e a guerra. Os homens se esqueceram de Deus. Com bombas quase destruíram, destroem, ou destruirão a terra. Parece que tudo é pranto, que nada sobra ou sobrará. Como reagir a tudo isso? Com fé, esperança e amor, mais ainda amor; crendo que Deus é bom e suas misericórdias se renovam a cada manhã (Lamentações 3.22). Confiando em Deus, no seu amor, podemos ter esperança em um mundo melhor, apesar de tudo. Com toda a minha alma oro para Deus agir em nós, entre nós, apesar de nós, no nosso país amado. Que se levante uma nova liderança política, sem os vícios deformantes que tem vigorado até hoje. Ajuda Senhor!!!

 Texto publicado no Jornal de Assis, dia 19.07.2017
 Obrigada, Senhor!!!

Foto: Desconheço a autoria.