sábado, 19 de março de 2016

Por que nasce uma igreja?






Sei de muitas igrejas que se dizem cristãs, evangélicas, que nascem hoje em dia na nossa cidade e no Brasil. Mas, a pergunta que eu faço para mim mesma é: por que nasce uma igreja? Já tive o grande privilégio de abrir pontos missionários e alguns se transformaram em igreja. Mas, hoje, não tenho certeza que as minhas motivações foram as corretas. Será que eu queria mesmo fazer conhecido o nome de Jesus e proclamar o Evangelho, ou queria fazer conhecido o nome da minha denominação: Metodista, conseguintemente o meu? Tenho cá minhas dúvidas. O que hoje penso, com meu mais de meio século de experiência, é que uma igreja deve abrir somente para ser uma porta de misericórdia, a fim de que todos que entrarem por ela, conheçam o amor de Deus, consolador, perdoador, renovador, restaurador, provedor, etc. Uma igreja que se chama de cristã deve nascer única, exclusivamente para anunciar tão maravilhoso amor, que acima de tudo renova as forças e traz esperança. Se não nascer para isso espero que não prospere, sejam fechadas as suas portas. Mas, aquelas, cuja motivação foi essa, serão com certeza, fortalecidas pelo Espírito Santo, e serão uma grande benção no bairro onde estão inseridas, na sua cidade, no Brasil e no mundo. “Nasce assim uma Igreja autêntica: debaixo de oração, ensino da Palavra, pregação, testemunhos, curas, transformação de vidas, pequeninos, gente grande, todos quantos ouvem a mensagem passam a viver uma nova vida com Cristo, em plena comunhão com Deus e no amor fraternal entre os demais irmãos” (José Gonçalves, no http://eclesianet.blogspot.com.br; 27/08/2011). Dessa igreja sairão testemunhas da graça do Eterno que as alcançou e libertou de todo pecado, de todo mal. Sairão pastores, mestres, evangelistas, testemunhas fiéis do Senhor Jesus. Oro com minha alma, para que a igreja com a qual trabalho hoje, Igreja Metodista em São Bernardo, seja um lugar que onde alguém que entrar pela sua porta, encontre uma porta da graça do Pai, cheio de misericórdia e amor, que traz as doces consolações do Espírito Santo, o perdão de Jesus Cristo de Nazaré, uma fé abundante que produz esperança em meio a adversidade. Ajuda, Senhor!!!

2 comentários:

  1. Há dois meses, pedi a Deus que me pegasse pela mão e me levasse à uma igreja onde eu fosse feliz e que sentisse a presença do Espírito Santo e por sua infinita bondade me conduziu à igreja metodista do São Bernardo, onde pude lhe conhecer, embora nunca nos falamos já sinto um amor imenso por vc! Que Deus lhe abençoe sempre! Amanda Zachello.

    ResponderEliminar