quinta-feira, 24 de abril de 2014

De bem com a vida!?

"E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente." Gênesis 2:7


O texto da criação, no livro de Gênesis, no capítulo dois, versículo sete, diz que Deus soprou no homem o fôlego da vida: "E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente." Pois bem, há dias que eu não estou feliz com a vida, confesso. Clamo pelo perdão do Criador. Tenho em mim, no corpo e na alma, marcas profundas de feridas feitas por mim mesma. Do Eterno, da vida, de ninguém é a culpa. Mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa. É tudo resultado de minhas tantas escolhas. Por isso, mais tantas outras situações externas, há momentos que com muita dor na alma, lamento viver. Todavia, tenho decidido ficar de bem com a vida e amar, simplesmente amar, os moradores dessa terra, especialmente os que mais de perto se comunicam comigo, pois só com muito amor vai valer a pena. Não sei por quanto tempo vou conseguir, mas vou tentar ficar assim, o mais tempo que for possível, se não for para sempre.  Com o coração feliz, de bem com a vida, dou graças pela família, pela Igreja, pelo ministério, pelos amigos, pelas amigas, pela casa, pelo alimento, pela roupa, pelo calçado, por tudo e por todos. Peço ajuda ao Espírito Santo para me fazer permanecer de igual modo por longo tempo, para a eternidade, preferencialmente. Ajuda, Senhor!

Foto: Pesquisa Google.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Pelos atos a revelação do ser


Queremos ser identificados como pessoas cristãs, que amam e servem a Deus. Porém, muitas vezes, aquilo que falamos está muito distante daquilo que vivemos, do que fazemos no nosso dia a dia. Há um descompasso entre a teoria e a prática. Já ouvi muitas pessoas, quando convidadas para ir à uma igreja dizerem: - ir lá onde congrega fulano(a) de tal? Não, não irei. Isso muito nos entristece, pois comprova que há pessoas que falam de Jesus, mas não seguem os mandamentos do Mestre. Li, o que escreveu minha amiga Pastora Valéria Ribeiro Silva de Oliveira, e concordei com ela, transcrevo aqui: "Jesus se preocupa mais com nossas ações do que com o que falamos. Ele disse: 'Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.' (Mateus 7.21). Como Senhor que conduz o coração humano, Ele quer que façamos o que é certo, e sejamos obedientes aos Seus ensinamentos. Muitas pessoas falam muitas coisas sobre Jesus, até mesmo referem-se a si mesmas como seguidores de Cristo, mas suas condutas morais muitas vezes não testificam que são cristãos tementes a Deus. Jesus através deste versículo está exortando o homem para que seja orientado por Ele, pois aquele que não obedece as suas leis, não tem parte no Reino dos Céus e nem mesmo entrará nele. Diz Jesus que muitos dirão: Senhor, Senhor! Crendo que suas palavras abrirão as portas da eternidade, mas segundo o mestre, somente os que fazem a vontade do Pai é que tem esta permissão. Jesus é o Caminho, e a Verdade, e a Vida, ninguém vai ao Pai senão por meio d’Ele. Jesus é o porto seguro que conduz o homem ao Reino dos Céus. Fazer a vontade do Pai nos levará seguros ao nosso destino. Fazer a vontade do Pai significa aceitar Seus comandos sem questionamentos, obedecendo as Suas regras e é esta a única forma de se obter a absoluta salvação." (do livro Creia Simplesmente, 2013, pg 48). Nosso testemunho de vida fala mais alto do que nossas palavras. Como diz minha amiga, Missionária Néia: "Nós somos a Bíblia que muito leem, às vezes não pegam a Bíblia para ler, mas a leem em nós". Lamento profundamente as vezes que meus atos contradisseram a minha fé. Peço perdão ao Pai e clamo para o Espírito Santo nos ajudar a sermos melhores cristãos com nossos atos, todos os dias de nossas vidas. Ajuda, Senhor!

Texto publicado hoje, 23.04.2014, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!

terça-feira, 22 de abril de 2014

A cidade dorme!?

"Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite." Salmos 19.2.

Campinas, SP


A noite é longa, a cidade dorme e eu fico acordada. Penso tantas coisas, considero tantas possibilidades. Fico imaginando as pessoas que dormem e as que como eu estão com insônia. São tantas histórias, tantas emoções. Tanta vida, tanta morte. Tanta alegria, tanta tristeza. Assim caminha a humanidade. Com todo jeito, de todo jeito, para de todo jeito viver, sobreviver, morrer, ressuscitar, viver eternamente. Ao Eterno agradeço pela minha vida, morte e ressurreição, de todo tempo. Obrigada, Senhor!

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Vingança é veneno.

"Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas." Mateus 7:12.



Quem deseja mal a outrem por inimizade ou vingança está tomando um poderoso veneno letal. Que o Eterno nos livre deste terrível mal. Ajuda, Senhor!


"Não se pode acreditar que é possível ser feliz procurando a infelicidade alheia." Sêneca.

Foto: Pesquisa Google.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

A Páscoa

No próximo domingo (20.04.2014) comemoraremos a Páscoa (passagem). A Páscoa é uma das três grandes festas judaicas (Páscoa, Pentecostes e Tabernáculos, cf I Cr 8. 13) e comemora a saída dos judeus do Egito, passagem da escravidão para a liberdade. No cristianismo comemoramos a ressurreição de Jesus Cristo após ser crucificado e morto: “Depois, vendo Jesus que tudo já estava consumado, para se cumprir a Escritura, disse: Tenho sede! Estava ali um vaso cheio de vinagre. Embeberam de vinagre uma esponja e, fixando-a num caniço de hissopo, lha chegaram à boca. Quando, pois, Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito.” (João 19. 28 a 30). Ele morreu por nós, para nos perdoar de todos os nossos pecados, pois “com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão.” (Hebreus 9. 22). Devemos saber que para sermos perdoados de nossos pecados foi pago um alto preço: “Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo, conhecido, com efeito, antes da fundação do mundo, porém manifestado no fim dos tempos, por amor de vós que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus.” (1 Pe 1. 18 a 21). Nisso cremos. Jesus foi crucificado, morto e sepultado, mas ressuscitou dos mortos, venceu a morte, para nos fazer vitoriosos sobre o pecado, sobre o mal e sobre a morte (1 Co 15. 55). Ele fez a passagem da morte para a vida, nos dando a possibilidade de fazermos o mesmo, nele crendo. Podemos celebrar a vida com alegria, sem medo da morte, porque assim como Jesus venceu-a, nós também a venceremos. Suba aos céus nossos hinos de grato louvor por tudo que o Eterno nos concedeu com a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo, aquele que vive e reina para sempre. É tempo de celebração, de fé, esperança e amor. Aleluia! Feliz Páscoa!

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Eu amo Jesus

Desde menina eu conheci a Jesus e o Evangelho. Jamais, deixei de crer nele. Porém, na minha adolescência, quando ia para a Igreja colocava a Bíblia dentro da bolsa porque não queria que as pessoas vissem que eu era "crente". Até que um dia, aos 16 anos, eu tive uma experiência muito profunda com o Espírito Santo. Daí em diante, não levava a Bíblia na bolsa, mas nas mãos e não escondia meu amor por Jesus, porque Ele de fato e de verdade, me salvou, deu graça e sentido para a vida. Como o apóstolo Paulo eu digo: "Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê; primeiro do judeu, e também do grego." (Romanos 1:16). Se amamos a Jesus não nos envergonhamos dele, ao contrário, temos alegria em falar do seu amor, testemunhar o que Ele fez por nós e o mais importante, seguimos os seus mandamentos, fazemos o que ele nos ensinou fazer. Jesus nos ama, mas nós O amamos? Como tem sido manifesto o nosso amor a Jesus em nossas vidas? Minha amiga Pastora Valéria escreveu: "Existe um tempo em nossas vidas chamado adolescência, no qual temos a certeza que sabemos tudo, mas também questionamos tudo e todos. Questionamos os sistemas sociais, nossos professores, a política de nosso país e tudo o que foi estabelecido bem antes de nós. Também questionamos pessoas, e o alvo mais próximo são nossos pais. Neste tempo colocamos de lado os velhos hábitos familiares, não beijamos mais, não abraçamos mais, não conversamos mais e nossos sentimentos sofrem uma mudança, quando éramos menores sentíamos orgulhos de nossos pais, mas a adolescência carrega uma certa vergonha deles. Afastamos-nos iludidos, pensando que estamos no controle. Jesus disse: 'mas qualquer que me negar diante dos homens, eu o negarei também diante de meu Pai, que está nos céus.' (Mateus 10:33). As Palavras de Jesus  nesta passagem retratam quase a mesma situação de nossa adolescência, mas Ele fala não mais de coisas terrenas e sim das celestiais. Nossas atitudes revelam nossa maturidade cristã, nossas palavras denunciam que período estamos vivendo em nossa jornada rumo a vida eterna. Negar Jesus e ter vergonha d’Ele pode também demonstrar que somos auto suficientes e dirigimos nossas vidas sem a ajuda divina. Pensando em nossa meninice Jesus deixou essas palavras para que não houvesse desculpa, Ele nos alertou para o amadurecimento espiritual e a construção de um relacionamento sólido com o Pai, buscando a comunhão eterna." (do livro Creia Simplesmente, 2013, pág. 48). Oro, para crescermos na fé, não sermos adolescentes nas coisas espirituais e que o amor a Jesus e ao Evangelho aumente em nossos corações para O conhecermos e O fazermos conhecido a muitos. Ajuda, Senhor!

Texto publicado hoje, 09.04.2014, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!

terça-feira, 8 de abril de 2014

A verdade dos fatos

"Olhais para as coisas segundo a aparência?" 2 Coríntios 10:7.


A verdade dos fatos nem sempre está na aparência, esta pode ser enganadora. A aparência, muitas vezes, engana e oculta a realidade.  Por exemplo: uma mulher super produzida, muito bem maquiada, pode parecer belíssima. Porém, quando fica com roupa comum, sem maquiagem revela uma pessoa sem grandes qualificativos do belo. É claro, que nem todas são assim. Algumas são belas mesmo. Mas, desejo clarear nosso pensamento, para não nos deixarmos levar pela aparência. Deus não olha a aparência, Deus olha o coração, o cerne da pessoa. Temos que aprender olhar as pessoas não pelo que aparentam ser, mas por aquilo que são de fato. Me entoja as pessoas que vivem de aparência e por ela se mobilizam. Quero ver além da aparência, quero a profundidade do ser e não a superfície. Ajuda, Senhor!

"Bastantes vezes a aparência externa carece de valor. Sempre enganado tem sido o mundo pelos ornamentos." Willian Shakespeare.

Foto: Pesquisa Google.

domingo, 6 de abril de 2014

Quando falta a coragem

"O deserto e o lugar solitário se alegrarão disto; e o ermo exultará e florescerá como a rosa." Isaías 35.1.



Ao chegar em casa, sexta-feira (04.04.2014), após alguns dias fora, fiquei feliz em encontrar as roseiras em flor. Pensei logo em apanhar algumas rosas e fazer um vaso, como tem sido meu costume, porém não tive coragem. Estavam tão lindas no pé que não mereciam ser tiradas de lá. Hoje, resolvi eternizá-las em foto e na net. Por tanta beleza, em frente minha casa, dou graças ao Eterno. Obrigada, Senhor!

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Que caminho seguir?

Há, sempre, diante de nós, algumas propostas e caminhos que devemos escolher para seguir. Precisamos ter muita sabedoria e discernimento para escolhermos qual deles é o caminho melhor. Gostei muito de um texto do meu amigo, o pastor Reinaldo Oliveira; embasado em Mateus 7.13: "Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela" ele escreveu: "A Palavra de Deus diz que entre Deus e o homem há um grande abismo, de um lado está a Verdade e a Sabedoria e do outro nossa vida cotidiana. Num determinado momento, este mesmo homem depara-se diante de duas portas e ele tem que decidir por qual delas entrar. A primeira porta é a porta estreita, se o homem optar por ela, exigirá dele o negar a si mesmo, renunciar a tudo aquilo que o afasta de Deus. Para entrar por ela o homem terá que desfazer-se de seu ego, seus desejos carnais, suas condutas imorais, porfias e facções contrárias aos preceitos de Deus. Esta opção exigirá do homem, uma força sobrenatural, grande força de vontade, bom ânimo, e um amor a Deus acima de qualquer coisa. Por outro lado, deparamos com a porta larga, e como o nome mesmo já diz é ampla e é muito mais fácil entrar por ela. A porta larga é cheia de atrativos e ofertas tentadoras, manjares e todos os regalos da vida que suprem nossas vontades e concupiscências carnais, tudo o que o homem busca de forma fácil, praticamente ele obterá ao optar por ela. E mais, toda sutileza e tradições humanas que suplantam ou obscurecem a Palavra de Deus, todo legalismo que nega o Sacrifício de Cristo na Cruz..., isso tudo o homem encontra nessa porta. Portanto, não é bom que o homem entre por este caminho. Deus nos criou para sermos eternos e o Plano de Salvação que Deus oferece vigora até os dias de hoje. A oferta está desta passagem que Jesus proclama em Mateus é imperativa e está de pé. Entrai pela porta estreita e através dela a vida eterna ser-lhe-á concedida." (do livro Creia Simplesmente, 2013, pg 47). O caminho que aparenta ser melhor, pois é de porta larga, é o pior. O caminho que aparenta ser o pior, pois é de porta estreita, é o melhor, nos leva para a eternidade. Que o Eterno abra os nossos olhos, a fim olharmos não a aparência, mas o que está além da aparência. Ajuda, Senhor! 

Texto publicado hoje, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!