sexta-feira, 16 de maio de 2014

A dor passa.

"Cura-me, Senhor, e serei curado; salva-me, e serei salvo, pois tu és aquele a quem eu louvo." Jeremias 17:14



Ontem, ao apanhar rosas na roseira do fundo de casa para colocar no vaso, consegui cortar meu dedo com a tesoura. Doeu muito. Coloquei o dedo embaixo da torneira aberta, apertei bastante para parar de sangrar, coloquei no gelo, etc. Fiz tudo que eu pensei que ia ajudar a minorar a dor. Por fim, sentei e coloquei a mão com o dedo para cima. Depois de um tempo parou de sangrar e de doer. Conclui: a dor passa. Que alívio! No começo ela é intolerável, depois vai passando devagarzinho, até que passa completamente. A vida é assim, cheia de cortes que doem e depois são sarados e param de doer. Oro, para o Eterno nos ajudar a curar nossas feridas, físicas, emocionais e espirituais, a fim de nos livrarmos de nossas inúmeras dores. Ajuda, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

Sem comentários:

Enviar um comentário