segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Eu quero morrer!?

Os cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim; encontrei aperto e tristeza. Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma.” Salmos 116: 3 e 4.


Um dia, li uma mensagem no blog de um grande amigo, pastor Luiz Wesley, dizendo que ninguém deseja a morte. Escrevi para ele dizendo que eu desejava a morte mais do que desejava a vida. Sei que isso deve tê-lo deixado triste e desapontado comigo, mas era a verdade. A vida é difícil, já disse inúmeras vezes. Em algum tempo ela é tão dura que pensamos que não vamos aguentar. Nossas forças estão tão pequenas diante das surpresas, lutas e adversidades que pensamos que não iremos suportar. É nessas horas que pensamos até em suicídio. A verdade é que não desejamos a morte, apenas não suportamos tanto sofrimento. O salmista, no texto acima, bem expressa este sentimento, diz: "cordéis da morte me cercaram". Cordéis são cordas, barbantes. Então pense que o salmista foi amarrado por cordões de morte, ou seja, os cordões tipificam os desejos de morte. Além disso, angústias do inferno se apoderaram dele. A angústia é um grande aperto no ‘coração’, enorme aflição, acompanhada de opressão e tristeza infinita. O salmista revela sentimentos iguais aos nossos. Mas, como nós, ele era um homem crente e invocou ao Senhor, dizendo: “Ó Senhor, livra a minha alma”. É assim que devemos fazer também. Clamar por livramento. Só o Eterno poderá nos livrar dos laços (sentimentos) de morte que vêm sobre nós. Depois de sermos livres pelo Senhor, dos nossos momentos de dor e tristeza, ficaremos melhores crentes, melhores seres humanos. Tudo cooperará para o crescimento da nossa fé e para nossa experiência de vida cristã. Por isso tenho aprendido a orar pedindo força para a vida. Junte-se a mim e diga: “Fortalece a tua igreja, ó bendito Salvador, dá-lhe tua plena graça ...” Que o Senhor nos ajude em nossa bela, porém, difícil, jornada da vida. Ajuda, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

1 comentário:


  1. para algumas pessoas não vale a pena
    viver
    nasci marcado,desde meu nascimento
    vivo uma subvida.
    e se tudo continuar como está levarei
    essa marca pro túmulo,então porque
    prolongar ainda mais essa angústia?
    tô cansado de reclamar,não quero
    passar anos e anos lamentando,quero o
    direito de partir em paz.
    essa minha vida foi então uma vida
    jogada fora contra minha vontade,mas
    não há nada mais que eu possa fazer
    a morte surge como ultima chance de
    me livrar de tudo o que me aflige pois
    como eu perdi a fé,não posso mais
    contar com o favor de Deus.

    ResponderEliminar