segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Jóia da Criação!!!

"Louvai ao Senhor; porque é bom cantar louvores ao nosso Deus; pois isso é agradável, e decoroso é o louvor." SALMOS 147.1


Morro do Pico, Fernando de Noronha, PE

Uma das nossas jóias do Brasil, pela qual damos graças ao Eterno! Obrigada, Senhor!!!


Foto: Pesquisa Google.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

O arco-íris derretido!!!

"Cantai-lhe, salmodiai-lhe, atentamente falai de todas as suas maravilhas." 
1 Crônicas 16.9.





O Rio Caño Cristales, Parque Nacional Sierra de la Macarena, província de Meta, Colômbia é uma maravilha da criação. É considerado o rio mais bonito do mundo; chega a ter cinco cores na transição entre as estações secas e úmida. Os tons de vermelho, amarelo, azul, verde e preto são das algas e plantas aquáticas. Por algo tão maravilhoso dou graças ao Criador. Obrigada. Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

O Bom Pastor!!!


Uma das imagens mais belas de Jesus é a do bom pastor. Ele mesmo se autodenomina assim: “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância. Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.” (João 10:10,11). Um dos textos bíblicos mais conhecidos é o Salmo 23, onde o salmista expressa a sua grande confiança em Deus dizendo: "O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do SENHOR por longos dias." Aprendi esse texto quando ainda era muito pequena, na Escola Dominical. Uma coisa é conhecer, porém, outra, é sabê-lo como verdade em nossas vidas, pela experiência do dia a dia. Pois bem, é assim, agora, para mim. Conheço-o, não apenas como palavra escrita, mas como verdade em todo o tempo. Quando, de fato, confiamos em Deus, como uma ovelha confia no seu pastor, Ele revela-nos, individualmente, o seu amor e poder; que já estão revelados na palavra bíblica que é "lâmpada para os nossos pés e luz para o nosso caminho." (Sl 119. 105). O que diferencia um cristão-ovelha dos incrédulos é a sua forma de vida. Ele não vive por sua opinião, por seus desejos, mas está nele a decisão de viver cada dia na total dependência do Bom Pastor. Quando confiamos em nós mesmos corremos grandes riscos. Se quisermos viver bem e cumprir o nosso papel como testemunhas de Jesus, seguidores-ovelhas do Bom Pastor, não devemos em momento algum, viver pelo que pensamos, mas pela vontade de Deus. Tudo que precisamos fazer é confiar inteiramente no Senhor. Ele não nos abandonará em momento algum, não sofreremos falta de nada, suprirá todas as nossas necessidades. Podemos dormir tranquilos, sabendo que as nossas vidas estão em segurança, pois estão nas mãos do Eterno, o Todo Poderoso, que é o nosso pastor e cuida de nós como o bom pastor cuida da sua ovelhinha. Nada pode dar mais segurança do que a certeza do cumprimento das promessas bíblicas garantida pela nossa fé e pela Palavra de Deus. Uma dessas promessas nos assegura livramento: “Portanto livrarei as minhas ovelhas, para que não sirvam mais de rapina, e julgarei entre ovelhas e ovelhas.” (Ezequiel 34:22). O bom pastor julgará a ovelha pela obediência. Fé e obediência devem andar de mãos dadas. Vamos obedecer e crer que Deus cuida de nós. Oro, para o Espírito Santo encher-nos de confiança no Senhor, e operar em nós a capacidade para a obediência, em nome de Jesus. Sejamos boas ovelhas. Ajuda, Senhor!!!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Forte e fraco?!

“Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” 2 Coríntios 12:10.




Falei esses dias de dois tipos de crentes, o forte e o fraco.  Mas, depois, pus-me a pensar. Toda comparação pode ser questionada. Por isso, normalmente evito fazer.  Dessa vez o fiz por necessidade, para convidar os crentes a se fortalecerem pelo estudo da Bíblia na Escola Dominical, uma vez que considero a importância do estudo bíblico e a frequência na Escola Dominical como fatores fundamentais para o fortalecimento dos crentes. Porém, no trato com todos, não faço nenhuma distinção entre o fraco e o forte. Se for fazer, deverei ter mais amor e cuidado com o fraco, pois foi assim que aprendi com Jesus. Voltando à história, penso que o crente fraco é aquele que não aprendeu a buscar Deus e fazer a sua vontade diariamente, em obediência sincera, absoluta: humildemente, ainda que tenha que sofrer como Paulo fala: “Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” 2 Coríntios 12:10. Assim, fica claro que o crente forte é aquele que se reconhece totalmente fraco e dependente do Deus Eterno,  que se faz ovelha e caminha sob o mando do Bom Pastor, o discípulo fiel de Jesus Cristo de Nazaré. 

Foto: Pesquisa Google.

sábado, 9 de janeiro de 2016

Beleza do Criador!!!

"E disse Deus: Ajuntem-se as águas debaixo dos céus num lugar; e apareça a porção seca; e assim foi. E chamou Deus à porção seca Terra; e ao ajuntamento das águas chamou Mares; e viu Deus que era bom." Gênesis 1: 9 e 10.

Ilha Tavarua,Oceano Pacífico, país Fiji.

Por saber de tanta beleza dou graças ao Eterno. Obrigada, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.

A arte de envelhecer!!!

"Os que estão plantados na casa do Senhor florescerão nos átrios do nosso Deus.Na velhice ainda darão frutos; serão viçosos e vigorosos." Sl 92.13,14.



Velhas Árvores
Olha estas velhas árvores, mais belas 
Do que as árvores novas, mais amigas:
Tanto mais belas quanto mais antigas,
Vencedoras da idade e das procelas...
O homem, a fera, e o inseto, à sombra delas
Vivem, livres de fomes e fadigas;
E em seus galhos abrigam-se as cantigas
E os amores das aves tagarelas.
Não choremos, amigo, a mocidade!
Envelheçamos rindo! envelheçamos
Como as árvores fortes envelhecem:
Na glória da alegria e da bondade,
Agasalhando os pássaros nos ramos,
Dando sombra e consolo aos que padecem!

Olavo Bilac, in "Poesias"

Foto:  Pesquisa Google.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Bons vizinhos!!!

“Então disse ele: Vai, pede emprestadas, de todos os teus vizinhos, vasilhas vazias, não poucas. 2 Reis 4.3.


Desde pequena, ouvia no meio das conversas de família, a importância de ter uma boa vizinhança. Testemunhei a boa amizade da mamãe com a grande maioria de seus vizinhos. Sou de um tempo que quando faltava alguma coisa em casa se pedia emprestado à vizinha mais achegada, que com bom grado emprestava. Na hora de devolver sempre devolvia um pouco mais e normalmente levava algo em agradecimento. Bons tempos aquele. Hoje não é mais assim, mas continua sendo muito importante um bom relacionamento com a vizinhança. Testemunho que vivo em Assis, SP, com essa bem-aventurança. Meus vizinhos, da Osvaldo Aranha, são sensacionais. Agradeço a Deus por eles. Obrigada, Senhor! Oro por eles: Que o Senhor os abençoe muitíssimo alargue as suas fronteiras, tenha sobre todos a Sua Mão de Poder, protegendo, livrando de todo mal, de tal sorte que nenhuma aflição lhe sobrevenha (2 Crônicas 4.10). Ajuda, Senhor!!!

Foto: Pesquisa Google.                                                                                     

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Primeira semana de 2016!!!





Já vivemos alguns dias do novo ano. O tempo voa! Precisamos estar cientes dessa verdade para não nos perdermos em questiúnculas que não nos acrescentam nada. Normalmente, são as questiúnculas que nos entristecem, assim como são as coisas pequenas que causam problemas nos relacionamentos conjugais. É sabendo disso que devemos fazer as coisas grandes, porém difíceis, que o apóstolo Paulo nos ensinou no texto da sua epístola aos Romanos, no capítulo 12, versos de 09 a 21: “O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração; Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;  Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis. Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram; Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos; A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens. Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens. Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.” O sábio apóstolo, depois de viver muito tempo em comunhão com Deus, sob a ação inconteste do Espírito Santo, aprendeu a fazer o que o Jesus ensinou. Sei que não é fácil fazermos algumas coisas que ele nos pede, porém, devemos ter a certeza, que embora seja difícil, vale a pena. Teremos uma vida pessoal e social infinitamente melhor, se tivermos a ousadia de cumprir com os preceitos tão radicais do Evangelho: c    compartilhar o que temos; abençoar quem nos persegue; alegrar-nos com a alegria do outro; chorar com os que choram; não ser orgulhoso; estar disposto; não ser preconceituoso; não retribuir mal com mal; fazer o possível para viver em paz com todos; não dar lugar a ira/vingança; não deixar se levar pelo mal; vencer o mal com o bem. Isso tudo só será possível se tivermos um amor sincero, odiarmos o mau, se formos zelosos, pacientes, perseverantes e nos alegrarmos na esperança e não nas circunstâncias. Como já disse, fácil não é, mas é possível com a ajuda do Espírito Santo. Ajuda, Senhor!!!

Texto publicado hoje, 06.01.2016, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!!!


Foto: Pesquisa Google.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Quando o tempo maltrata!!!

"Tempo de deixar de abraçar." Eclesiates 3.5b.

Tio Luiz e Tia Shirley

Sempre soube que há tempo para tudo, a Bíblia e a vida me ensinaram. Sempre soube também que devemos estar prontos e preparados para todo tipo de tempo, pois é inevitável a chegada dele. Sempre soube, ainda, que o tempo que não desejamos que chegue é o tempo difícil de ser vivido. Já experimentei toda essa verdade em minha vida. Porém, não tinha experimentado a verdade do tempo difícil no tempo de festa do mundo. Pois é, já experimentei dele também, sei que incontáveis pessoas já o fizeram, agora foi a minha vez e a de minha família. Faleceu, na quinta-feira (31.12.2015), minha tia Shirley, irmã mais nova de minha mãe. Tia que fez muita diferença em muitos momentos da minha vida, que ajudou a cuidar de mim num período de intenso sofrimento físico e emocional Foi sepultada, ontem, na cidade de Olímpia, lugar onde viveu e construiu os seus sonhos, juntamente com o seu esposo, meu tio Luiz. Deu à luz e criou muito bem seus filhos, meus primos queridos, Lucilda Silva e Luis Francisco Silva Junior. Vivemos, ontem, o tempo da morte (Eclesiastes 3.2); com ele todas as suas emoções. Fácil não foi, mas a vida é assim. Dou graças pela tia Shirley. Uma mulher cujo valor excede o de finas jóias. Clamo ao Deus Eterno pelas doces consolações do Espírito Santo para todos que choram por ela, inclusive eu. Ajuda, Senhor!!!

Quando passava 2015!!!




Estamos vivendo os últimos dias de 2015. Não há como vivê-los, sem por pelo menos um pouco, fazer uma reflexão sobre tudo que aconteceu. Penso que quase todos, senão todos, tiveram de tudo: momentos bons, agradáveis, ruins, desagradáveis, ganhos, perdas, porque assim é a vida. O livro bíblico de Eclesiastes diz: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar; Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar; Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora; Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar; Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.” (Eclesiastes 3:1-8). Gostaríamos muito que não tivesse o tempo que chamamos de mau, mas existe, e por incrível que pareça, é um tempo de grande crescimento. Não há modo de crescer sem passar por ele. Pois bem, passamos por tudo, sofremos, lutamos, ganhamos, perdemos, sorrimos, choramos, enfim, vivemos intensamente, porque não há como ser diferente, a vida é assim, intensa, plena, com tudo e todos. A pergunta que talvez devamos fazer é: como vivi? Penso, também, que todos, com alguma dificuldade, ou muita, viveu bem. Passou ou está passando por tudo. Alguns, mais sensíveis choram mais, outros, mais realistas, choram menos, encaram com mais frieza a realidade humana. A verdade é que o mundo não é fácil, nunca foi e nunca será para ninguém. O importante é não perder a fé, a esperança e o amor. São essas virtudes teologais, porque advindas do próprio Deus, que nos capacitam para vivermos cada dia da nossa vida, nesse mundo difícil. Para tanto, precisamos ter uma comunhão, uma intimidade com o Eterno, nosso Deus e Pai daqueles que confessam Jesus Cristo como Salvador e Senhor. É ele, o autor e sustentador da vida humana. Ele não é como o relojoeiro que fez um relógio, colocou para funcionar e o abandonou, deixando-o ao acaso. Ele cuida de nós, dos que creem, pois sem fé, é impossível agradar a Ele (Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.  Hebreus 11:6). Portanto, devemos cumprir o primeiro mandamento: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças.” (Deuteronômio 6:5). Amando a Deus, fica mais fácil amar tudo e todos, apesar de tudo, fica infinitamente mais fácil viver cada dia da nossa vida. Agradeço a Deus por tudo que vivemos e aprendemos no ano que chega ao fim. Obrigada, Senhor! Oro, por um ano novo abençoado, cheio da graça, amor e poder do Deus Eterno, a quem amamos e servimos. Ajuda Senhor! FELIZ 2016!!!

Texto publicado no dia 30.12.2015, no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!!!