sábado, 21 de fevereiro de 2015

Tudo pela maravilhosa graça

"Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno."  Hebreus 4:16,



Em toda a vida e tempo, Deus nos ajuda. Outro dia, meu irmão Jairo, conversando com um amigo,  o senhor Carlos César, disse: "Deus faz tudo certo!". Ele concluiu com estas palavras o diálogo com nosso amigo e irmão em Cristo, porque o Sr. César tinha contando uma benção recebida. Às vezes, estamos desanimados, tristes, cansados, sem esperança de melhora e Deus entra com a sua provisão. Quase sempre, os nossos medos são em razão da falta de oração, leitura e confiança na Bíblia. Ter a palavra bíblica gravada em nosso coração (de cor, decorada) é uma grande arma contra as tristezas e inseguranças. A palavra de Deus é lâmpada para os nossos pés e luz para o nosso caminho (Sl 119. 105), remédio para a nossa alma, pão para o nosso espírito. Quando não oramos e lemos a Bíblia, ficamos mal espiritualmente. No momento que estamos nos sentindo fraco, podemos nos lembrar de muitas promessas bíblicas, especialmente da experiência do apóstolo Paulo, narrada por ele mesmo: “Então, Ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.” (2 Co 12. 9). Na nossa dor e fraqueza podemos contar com a a bondade e misericórdia do Deus Eterno, quando oramos e cremos. Na escuridão da tristeza a palavra brilha, ilumina a vida, incendeia o coração. Orar, crendo na palavra, muda nossa intercessão. Oramos, na certeza de recebermos, porque sabemos que estamos pedindo o certo, de conformidade com a vontade de Deus, pois está escrito. Não tem como não receber, pois Deus dá ao que pede em conformidade com a sua palavra, sem sombra alguma de dúvida. Mas o melhor de tudo é que como disse John Wesley: “Deus está conosco!”. A sua maravilhosa graça é sobre nós em todo o tempo. Naqueles momentos mais tristes, em que estamos nos sentindo tão fracos, é que o poder de Deus é manifesto grandemente em nossas vidas. Assim podemos dizer como o Apóstolo Paulo: “De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo.”. (2 Co 12. 9). O pastor Smith Wigglesworth disse: “Creio que Deus sempre se voltará para você de uma maneira especial se você simplesmente ousar crer nele.” . Nossa fé, abre as portas para o agir do Eterno em nós. Tão somente, devemos crer. Oro, para crermos mais e Deus nos conceder muitas bençãos, com sua maravilhosa graça. Ajuda, Senhor!

Texto publicado no Jornal de Assis, dia 11.02.2015.
Obrigada, Senhor!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Colha o dia

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou". Eclesiastes 3:1-2.



Sei que tenho mais passado do que futuro, por isso também devo viver o presente da melhor maneira possível. Que o Eterno me ensine cada dia a fazer as escolhas e decisões certas, é minha oração. Ajuda, Senhor!!!

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Amor e liberdade!!!

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine." (1 Co 13:1).




O apóstolo Paulo e o filósofo Jiddu, escritor, e educador indiano, valorizaram o amor plenamente. Eu não posso deixar de fazer o mesmo. Que o Eterno opere abundante amor em nossos corações, a fim de vivermos em paz, alegria e liberdade. Ajuda, Senhor!

"Liberdade e amor andam juntos. Amor não é reação. Se eu o amo porque você me ama, trata-se de mero comércio, algo que pode ser comprado no mercado. Amar é não pedir nada em troca, é nem mesmo sentir que se está oferecendo algo. Somente um amor assim pode conhecer a liberdade."
 Jiddu Krishnamurti (1895 - 1986).

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Um coração agradecido!!!

A gratidão é um sentimento que brota do coração de quem reconhece que foi objeto de amor, cuidado, honra, zelo, e demais atos de outro, Deus, familiares, amigos, achegados ou não. Este sentimento  capacita-nos a ver a vida melhor. O apóstolo Paulo reconhecia todo o bem que recebeu dos crentes da igreja de Filipos, por isso dava graças a Deus todas as vezes que se lembrava deles. Um dia lhes escreveu dizendo: "Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós." (Filipenses 1.3). O apóstolo também tinha igrejas das quais poderia reclamar, pois tinham feito mal a ele, de alguma forma e medida. Mas ele não ficou lamentando pelas que não o ajudaram, não retribuiram pelo seu trabalho desgastante, ficou agradecido pela que ajudou, cooperou. Temos a tendência de lamentarmos o que não temos e reclamarmos de Deus e de outrem pelo que não concedeu-nos. Há um hino evangélico  maravilhoso chamado Conta as Bençãos. Este hino fala muito ao meu coração, diz para lembrarmos as muitas bençãos, e dizê-las quantas são, assim veremos supresos, quantas elas são. As benção são muito maiores do que as nossas necessidades. Nossas necessidades se tornam mínimas perto delas. Veja, devemos ser gratos a Deus e às pessoas. Somos objetos de cuidado de Deus e de muitos todos os dias. Um coração agradecido é um coração feliz. Sabe que a atenção, cuidado de Deus e de outros esteve disponível à sua pessoa por muito tempo. Paulo dava graças a Deus pelo que as pessoas da Igreja de Filipos fazia por ele. Mas, Paulo também era agradecido a eles, aos filipenses e demonstrou isso claramente, falando, retribuindo. Nos esquecemos muitas vezes do bem que recebemos e raramente expressamos nossa gratidão. Devemos prestar mais atenção a isso. Devemos ter um coração agradecido à Deus, às pessoas, à vida. Expressar a nossa gratidão por palavras e gestos carinhosos melhora nossa convivência humana. Isso é bom. Melhora nossa vida e a nossa sociedade. O escritor Max Lucado nos ensina: "Gratidão é conscientizar-se mais daquilo que se tem do que daquilo que não se tem." Por tudo vamos dar graças ao Eterno, hoje e sempre. Obrigada, Senhor!!!

Texto publicado dia 04.02.2015 no Jornal de Assis.
Obrigada, Senhor!

Patrimônio interno!!!


Vivemos em uma sociedade capitalista onde você vale pela qualidade e quantidade do ter e não pelo que você é: um ser. Quanto mais você tem, mais você vale. A vantagem do ter material é ser socialmente respeitado, reverenciado, atendido infinitamente melhor, porque é alguém importante, que tem muitos bens materiais. Esta sociedade é malvada, não gosto dela, a considero "capetalista". Mas o que realmente vale a pena, que dá sentido à vida e de fato, nos garante a importância de uma existência, é o nosso patrimônio interno. Quem eu sou? O quê tenho no meu interior? O quanto paguei por ele, com meu conhecimento, com minhas lutas, com minhas dificuldades, com meu emocional que foi ferido? Somos tolos, supervalorizamos o ter e caímos na tentação de nos julgarmos pelos mesmos critérios da sociedade pecaminosa. Temos que aprender a olhar para nós mesmos, para nosso interior, ver a qualidade e quantidade dele, trabalhar para que sejamos ricos internamente e não externamente. Óbvio, que não sou contra o enriquecimento lícito, legitimo, honesto do ser humano, pois a Bíblia diz que é Deus quem dá ao homem o poder de adquirir riquezas (Eclesiastes 5. 19), sou radicalmente contra a valorização do ser humano pela quantidade de bens que ele tem. Isso é ridículo. Um homem cheio de bens pode ser um carrasco. E quanto vale um carrasco? O valor de uma pessoa está no ser. O ser é interno, não externo. As pessoas não podem ver o que temos dentro de nós e nem nos valorizar por isso. Não precisamos, não devemos esperar, que nos valorizem pelo que somos. Basta que nós mesmos o façamos e sejamos felizes pelo tanto que adquirimos. Dentro de nós temos tudo e todos, é o nosso capital interior, afetivo, espiritual, que só nós e Deus conhecemos. O homem é um ser imensurável, sem preço, invendável. Ter ou não ter, não importa, o importante é Ser. O cientista Albert Einstein disse: "Procure ser uma pessoa de valor, em vez de procurar ser uma pessoa de sucesso.O sucesso é conseqüência.". Mais ainda, somos a imagem e semelhança de Deus ("E criou Deus o homem à sua imagem: à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou." Gn 1: 27). Como tal devemos viver e sentir. Nossos bens não devem ser nosso referencial, mas sim nossas ações, nosso modo de viver e conviver. Só podemos exercer a semelhança com Deus através de um espírito submisso ao Espírito Santo e uma humanidade subjugada ao senhorio de Cristo. Oro para Deus nos ajudar a não vivermos segundo o mundo, mas segundo o Reino de Deus. Ajuda, Senhor! 

Texto publicado no Jornal de Assis no dia 21 de janeiro de 2015.
Obrigada, Senhor!